Blog & Notícias

O que está a passar com os roedores durante o COVID19? Como afetará às empresas de controlo de pragas?

Blog & Notícias

Comporamiento ratas covid

Neste post estamos a fazer-nos uma pergunta. O que está a passar com os roedores durante o COVID19 agora que não estamos a realizar nossos serviços de desratização habituais?

O COVID-19 está a provocar um efeito directo no comportamento das pessoas, roedores e da própria natureza que nos rodeia.

Nas grandes cidades, antes da chegada da pandemia o trânsito de pedestres registava a maior actividade jamais imaginada

Agora a actividade foi reduzida a mínimos históricos, e isto afecta a toda a fauna que nos rodeia e que comparte espaço connosco.

Na maioria dos países do mundo que estão a sofrer com o COVID-19, estão a optar por fechar todos aqueles negócios e empresas que não oferecem um serviço básico à sociedade. Entre estes serviços enclausurados, encontram-se os bares e restaurantes.

Agora que estas fontes de provisões alimentícias não estão disponíveis, os roedores estão a alterar seus hábitos de comportamento e alimentício.

Estão a sofrer a ausência de restos de comidas e de lixo que normalmente os humanos deitam fora ao chão, ao esgoto ou depositamos em outros lugares.

Os roedores vêem-se obrigados a ter que procurar alternativas para poder encontrar restos de comida sem medo algum com a falta de pessoas em cada esquina.

A consequência disso, é bastante provável que os roedores frequentem novos lugares onde antes não transitavam.

Por exemplo, naquelas zonas urbanizadas onde depositamos os resíduos, podem aparecer os roedores a procura de restos de comida para alimentar-se sentindo-se cómodos perante a ausência de humanos e podendo estar a vontade.

Os roedores são muito audazes, e contam com um sentido do olfato privilegiado para poder chegar aonde se encontra o alimento que desejam.

Os roedores são muito audazes, e contam com um sentido do olfacto privilegiado para poder chegar aonde se encontram os alimentos que desejam.

Preparados para a reabertura

 

Devido a este crescimento populacional dos roedores e a aparição dos mesmos em lugares onde antes não eram localizados, as empresas de controlo de pragas vão ter que realizar um trabalho extra e intensivo quando esta situação comece a normalizar-se para controlar o aumento da população. Não só para controlar os roedores, como também para devolver-lhes ao seu nicho habitual.

Devemos ter em consideração todas estas advertências, já que os roedores, igual que outras espécies animais, não só lutam entre elas para conseguir alimentos, como também que colaboram entre eles para chegar ao seu objectivo.

É importante estarmos preparados para a reabertura progressiva e tenhamos todos nossos recursos disponíveis para poder realizar os serviços de desratização que nos demandem nossos clientes ou a sociedade diante deste crescimento populacional dos roedores.

“Estar preparado é a metade da vitória”
Miguel de Cervantes

Muitas empresas de controlo de pragas sofreram uma importante diminuição do seu volume de trabalho, o que lhes provocou fechar temporariamente os seus negócios, porém a previsão diz, que este sector nos próximos meses vai ter um importante crescimento, por isso esperamos que esse crescimento ajude a compensar as perdas que tiveram estas empresas.

 

Se deseja aceder a mais notícias do sector, de tecnologia e de iGEO, clique aqui.